Contrata SP realiza 7ª edição e ofertará 600 vagas de emprego

Estar inserido no mercado de trabalho atualmente é um desafio para muitos. No entanto, os desafios são maiores quando essa realidade converge com a de deficientes físicos. As dificuldades encontradas por um portador de necessidades especiais nem sempre podem ser solucionadas pelo próprio indivíduo.

Portanto, foi pensando nisso que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de São Paulo criou o Contrata SP. O evento, que já está em sua 7ª edição, é voltado para criar oportunidades de emprego. O público-alvo, são pessoas que possuem algum tipo de deficiência física ou são reabilitadas do INSS.

Image result for emprego deficientes 

O evento

As atividades do Contrata SP acontecerão no próximo dia 18 de julho, das 9h às 17h. Dessa vez, o local escolhido para abrigar o evento foi a Universidade Mackenzie, vizinha à estação de metrô Higienópolis-Mackenzie.

No evento, estarão presentes empresas de diversos segmentos. O esperado é que cerca de 50 companhias estejam ofertando vagas de emprego para o público requisitado. Entre as empresas convidadas, estão Latam, Sebrae, CIEE, Unisys, Paineiras Soluções Profissionais, Cervejarias Kaiser Brasil, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Rede Cidadã, B2W Digital e Viação Metrópole Paulista.

A secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, explica que o Contrata SP já conquistou seu espaço entre os portadores de necessidades especiais. O evento é muito aguardado e geralmente acontece duas vezes ao ano. Em 2019, já é a segunda oportunidade que os paulistas estão tendo.

Sobre a realização do Contra SP, Cardoso explica:  “São esforços conjuntos dos órgãos municipais que evoluem a cada edição. Seja na organização ou na busca incessante para promover a empregabilidade desses profissionais, o Contrata SP se consolidou como uma importante ferramenta para a recolocação profissional”

Os avanços com o Contrata SP

São Paulo é conhecida por ser a 8ª mais populosa do planeta, com 12.18 milhões de habitantes. Porém, em meio a esse número gigante, existem 2.8 milhões com deficiência, onde apenas 42.8 mil possuem um emprego de contrato formal. O restante, fica a mercê do desemprego ou de condições trabalhistas desfavoráveis.

Segundo dados disponibilizados pela prefeitura de São Paulo, com as ações promovidas pela cidade, uma média de 3.600 pessoas já se cadastraram para concorrer a uma vaga de emprego. Em meio a essas inscrições, 400 deficientes e reabilitados já conseguiram a contratação. 

Cid Torquato, Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência diz que o projeto ainda precisa melhorar em muitos aspectos. Afinal, o volume da demanda de deficientes sem um trabalho ainda é alto.

“Ainda temos muito a evoluir na prática para tornar essa política afirmativa ainda mais efetiva. Hoje, a legislação é cumprida por apenas 50% das empresas sujeitas a ela. Os motivos são, principalmente, o preconceito e a falta de informação, ainda latentes em empresários, executivos e, sobretudo, gestores de RH, que enxergam deficiência como incapacidade”

Para aqueles que tiverem interesse mas, por alguma razão, não possuem uma carteira profissional, a Prefeitura de São Paulo se encarregou de apresentar uma solução. O CATe estará presente no evento e fará a emissão das carteiras para pessoas a partir dos 14 anos. Para isso, é necessário ter RG, certidão de nascimento ou casamento e uma foto 3×4.

Para evitar filas no dia do evento, é possível fazer um cadastro prévio para concorrer às vagas clicando aqui.