Formação em curso técnico traz mais oportunidades, diz especialista

A qualificação para o mercado de trabalho é uma característica inegociável. No entanto, diferente do que muitos pensam, as competências não se resumem a uma faculdade. Em muitos casos, um curso técnico pode se apresentar como uma ótima opção.

Hoje em dia, a maioria das empresas busca por profissionais que possuam mais do que conhecimento na função a ser desempenhada. A habilidade também é muito exigida e, nesse sentido, um curso técnico pode capacitar um bom profissional para o mercado.

Fonte: (reprodução/internet)

A importância de um curso técnico

De acordo com apuração feita pelo Serviço Nacional de Aprendizagem – SENAI, os profissionais de nível superior estão encontrando um mercado mais fechado. Afinal, não é difícil encontrar alguém que acabou de se formar e já está vivendo no desemprego.

Porém, ao contrário do que se diz por aí, o problema não é a falta de vagas. Em fevereiro deste ano, o Brasil registrou a abertura de 173.139 vagas para empregos formais. A informação é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged. Comparando ao mesmo mês em 2018, é possível observar que o número dobrou.

Rafael Lucchesi, diretor-geral do SENAI comenta sobre a ocupação das vagas. Para o diretor, os candidatos às vagas que possuírem um curso técnico podem ter mais chances de serem classificados nas seleções. Afinal de contas, 78% das pessoas que ocupam as indústrias possuem esse nível de formação.

PROPAGANDA

“Em tempos de crise, 70% dos egressos [dos cursos técnicos] estão inseridos no mercado de trabalho já no primeiro ano. O salário inicial de uma formação técnica gira em torno de R$ 2 mil. Em dez anos de atividade, esse salário varia entre R$ 8,5 mil e R$ 12 mil”.

Exemplo prático

Um bom exemplo do potencial profissional que um curso técnico é capaz de gerar, é o de Anderson Robson da Silva. O morador de Maracanaú, no Ceará, começou a trabalhar aos 18 anos, em uma fábrica de eletrodomésticos.

No entanto, Anderson sentiu na pele a sensação de ficar para trás dentro da empresa por falta de informação. Diante disso, o operador de qualidade iniciou um curso técnico no SENAI. Hoje, o jovem que anteriormente era despreparado para o mercado, possui diploma de técnico em mecânica e conseguiu uma promoção a almoxarife.

“O SENAI me firmou no mercado de trabalho, para que eu não fosse demitido. Foi a escolha certa para mim. Aprendi bastante, vivenciei algumas coisas que nunca vivenciaria em outro lugar, e dentro da empresa consigo colocar em prática”

SENAI é referência na formação de nível técnico

Em 2018, o SENAI cearense foi o responsável pela capacitação de 21.892 pessoas. A instituição faz parte do seleto grupo que integra o Sistema S. Os dados acima são da Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC. As fábricas da região contratam cerca de 293 mil funcionários.

Roberto Pessoa, deputado federal do PSDB ressalta a importância de ter uma boa qualificação profissional para ingressar no mercado de trabalho.

“O Brasil deve muito ao Sistema S, porque nele as pessoas se profissionalizam. É lá o local no qual se faz cultura, esporte e onde se aprende a ser cidadão e a trabalhar em conjunto. Isso é muito importante, principalmente no Nordeste brasileiro”.

PROPAGANDA