Especialista diz que os idosos no mercado de trabalho é oportunidade para empresas

O envelhecimento da população brasileira tem feito com que muitos idosos permaneçam no mercado de trabalho. Ou busquem a recolocação. Para Patrícia Lisboa, que é especialista em comportamento, essa mão de obra é qualificada.

Para ela, os idosos têm grandes aliados nessa hora, como a experiência, a força de vontade e a disposição. E isso é o que tem despertado o interesse das empresas na contratação dessas pessoas.

Foto: (reprodução/internet)

“O perfil da terceira idade faz com que investir nesse profissional seja algo como agregar valor e conhecimento para os negócios. Além de estimular a diversificação no ambiente corporativo”, garante Lisboa.

Para ela, quem tem essa idade se mostra com mais disposição do que acontecia antigamente.

“Elas estão capacitadas para produzir e contribuir com as empresas. E tem a vantagem de terem os filhos criados. Por isso, elas querem investir nelas mesmas agora. Inclusive, com o crescimento intelectual da sua carreira”.

PROPAGANDA

Os diferenciais

Especificamente sobre os diferenciais das pessoas da terceira idade, Lisboa comenta que existem vários. Um deles é sobre os anseios desses colaboradores, que já ficaram para trás.

Enquanto um jovem tem a necessidade de subir na carreira, construir família, comprar casa… Os idosos já possuem tudo isso, na grande maioria das vezes.

“Os objetivos dos idosos são diferentes. Muitos retornam ao trabalho para complementar a renda. Só que a maioria volta para aprender, empregar melhor o tempo e compartilhar conhecimento”, ela garante.

Portanto, diferente do que muita gente acha, eles entram na empresa com “sede de aprendizado e acabam aconselhando os mais novos”.

Os dados

Com base em uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), quem nasceu a partir de 2017 tem uma expectativa de vida para viver até os 76 anos.

Esse é um número positivo, já que em 1940 se tinha uma expectativa de viver até os 45 anos.

Por outro lado, o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) mostrou outro dado. Em 2018, a população de idosos já representava 7,8% de todos os trabalhadores formais do país.

Então, fica claro que a população está envelhecendo mais e que os idosos estão cada vez mais atuantes no mercado.

As contratações constantes

A contratação desses profissionais, da terceira idade, está sendo cada vez mais constante no país. Prova disso são os programas específicos para a admissão de idosos, isto é, pessoas acima dos 60 anos de idade.

Patrícia conta que a pluralidade é positiva, quando planejada. Isso porque permiti aproveitar o melhor dos funcionários. “Pessoas maduras conseguem lidar com situações de conflito, por exemplo. E isso acontece com seriedade e sabedoria”.

Ela conta ainda que atualmente já existem os treinamentos e ações estratégicas que as empresas fazem para aumentar, ainda mais, o desenvolvimento dessas pessoas.

Conselheiros

Vale lembrar que de alguns tempos para cá, esses profissionais já estava ocupando cargos de conselheiros. Assim, eles podiam aconselhar tomadas de decisões de empresas. Mas, isso é mais focado em cargos executivos.

Agora, como está nessa notícia, o importante é ver que há uma avalanche da entrada e permanência de idosos em vários cargos, diferentes um dos outros.

PROPAGANDA