Turismo tem aumento de 5,8% na taxa de emprego

Para quem está tentando um retorno ao mercado de trabalho, uma ótima dica é ficar de olhos nos setores que mais estão crescendo. Aqui no Vaga de Emprego, além das dicas que damos sobre as empresas que abrem novas oportunidades, sempre trazemos pesquisas sobre o mercado de trabalho. Hoje queremos te falar um pouco mais sobre o turismo.

Não, diferente do que você provavelmente está pensando, não vamos falar sobre você se aventurar na carreira de guia turístico. De acordo com pesquisas recentes, o que mais está em alta são as categorias de alimentação e alojamento ligadas ao turismo no país.

turismo
Foto: (reprodução/internet)

Quer saber mais? Continue a leitura deste artigo e entenda sobre o levantamento realizado sobre os últimos números que o turismo brasileiro apresentou.

A análise sobre o turismo brasileiro

Comparando o desempenho deste interessante segmento da economia em 2019 ao de 2018, foi possível verificar uma alta muito importante. Segundo a análise feita pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (a famosa Pnad Contínua), o aumento percentual foi de 5,8%.

A informação, que foi disponibilizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e estatística no final do mês passado, animou os responsáveis pelo segmento. O ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio, pontuou:

ANÚNCIO

“Esses resultados demonstraram uma perspectiva otimista e crescente de que estamos no caminho certo. O turismo no centro da agenda estratégica do Brasil proporciona isso. Vivemos um momento único que oferece uma excelente oportunidade ao nosso país.”

Esta análise de desempenho já está acontecendo há alguns meses, afinal, teve início no último mês de abril. Nesta época, foi registrado um aumento bastante significativo no índice de desemprego, de 4,4 pontos percentuais.

Analisando as características dos bons números que o turismo tem apresentado desde então, foi possível observar um destaque entre as subdivisões do setor. Segundo o levantamento, o item que apresentou um maior número de contratações foi o de alojamento e alimentação. A evolução pôde ser observada desde o segundo trimestre do ano de 2012.

Porém, as demais subdivisões não ficaram para trás neste sentido. O número de trabalhadores apresentou uma alta de 5,3% na categoria que a pesquisa chamou de “Outros Serviços”. Isso inclui taxistas, guias turísticos, agências de viagem e muito mais.

Evolução estará em constante análise

O Ministério do Turismo, há dois meses, tomou a providência de se aliar ao IBGE. A parceria visa a inclusão de perguntas específicas sobre o segmento nos questionários utilizados nas pesquisas da instituição, sobretudo na PNAD Contínua.

Dessa forma, na próximas pesquisas domiciliares que forem realizadas, as perguntas sobre o turismo no país já serão aplicadas. É esperado que cerca de 48 perguntas sejam adicionadas nestes questionários do IBGE.

O grande objetivo de Marcelo Álvaro Antônio com esta parceria é mensurar os avanços de sua gestão. Dessa forma, será possível dar um feedback sobre como as políticas públicas estão se saindo em todo o cenário nacional.

“Precisamos monitorar o comportamento do setor turístico brasileiro e ver se as ações chegam na ponta”.

ANÚNCIO