Votorantim faz seleção às cegas para programa de trainees

Em 1918 o pernambucano José Ermírio de Moraes iniciava a empresa Votorantim. Inicialmente sem expressão alguma no mercado, hoje a companhia multinacional de controle familiar atua em 20 países. A marca global da Votorantim é um diferencial entre os demais empreendimentos brasileiros.

E, por ser global, é impossível não comentar a diversidade encontrada entre os funcionários da empresa. Sempre visando representatividade e oportunidades para todos, a Votorantim fará uma seleção às cegas para o próximo Programa de Trainee. No total, serão disponibilizadas 15 vagas.

Votorantim
Foto: (divulgação/Votorantim)

Para saber mais informações sobre o programa e a seleção, continue a leitura deste artigo.

Programa de Trainee 2020

No início de janeiro do próximo ano será iniciado o Programa de Trainee da Votorantim. Para ser um dos participantes, a empresa faz a exigência de algumas formações. É necessário ter completado a graduação de nível superior entre dezembro de 2016 e dezembro de 2019. Além disso, é preciso possuir nível de inglês intermediário.

A duração do projeto voltado a trainee será de pouco mais de um ano, em torno de 16 meses. Ou seja, terá fim no mês de maio em 2021. Algo que chama bastante atenção é a oferta realizada para a remuneração dos participantes: R$ 6.300.

PROPAGANDA

No entanto, isso não é tudo. A companhia ainda garantirá benefícios de trabalho aos seus trainees. Entre eles, estão plano de saúde, bônus por desempenho e vale refeição. Os bônus por desempenho podem variar de 2,5 a 3,75 salários.

Após a seleção, o novo trainee será submetido aos quatro meses iniciais de integração. Nessa fase, todas as áreas e operações da empresa serão exploradas para a avaliação. Na sequência, o colaborador será alocado em projetos diversos, nos quais serão disponibilizadas várias áreas de escolha.

A seleção às cegas da Votorantim

Tendência entre as companhias que visam eliminar possíveis preconceitos na contratação de um novo funcionário, a seleção às cegas será aplicada no processo de recrutamento da Votorantim.

Os preconceitos são muito frequentes nas entrevistas de emprego. Seja pelo sexo do candidato, cor de pele, deficiência, aparência… acabou se tornando uma realidade involuntária de muitas empresas.

Com a intenção de eliminar rótulos que podem acabar atrapalhando na análise do perfil e competência profissionais do candidato, o processo será feito através de uma plataforma online.

A gerente global de captação, treinamento e desenvolvimento da Votorantim Cimentos, Tathiana Roto Riva, na seleção serão avaliados competências, habilidades, tendências comportamentais e aspectos profissionais.

“As informações pessoais, como nome da faculdade que cursou, formação e idade não são relevantes. Com isso, buscamos maior diversidade entre os candidatos, tanto na formação quanto nas experiências individuais. Acreditamos que isso contribui de maneira significativa para o desempenho da empresa como um todo”

PROPAGANDA